SC Joias Finas

SC Joias Finas
Visite nossa fabrica. Grupo SC Brasil

sábado, 17 de julho de 2010

És um Homem, meu filho!

Como todo pai, o meu filho é o mais belo. Apesar de não ser grande eu sempre o vejo no alto, enorme como a árvore Timbaúba que um dia o meu pai plantou.

Ser pai é saber ir-se apagando à medida em que mais nítido se faz na personalidade do filho, sempre como influência, jamais como imposição. É saber ser herói na infância, exemplo na juventude e amizade na idade adulta do filho. Espero ter cumprido estas etapas como o meu pai um dia fez.

Tenho muito orgulho de ti meu filho!

Quando pequeno, ele era o poema “Para o meu filho (João Marcelo)”

“Puro amor de minha alma
Estrela linda e brilhante
De rostinho fascinante
Razão desse meu viver
Orgulho, carinho...bem querer”

Agora adulto, o poema “Meu filho (Vinicius de Moraes)” :

“E sendo que reconheço nos teus pés os pés do menino que eu fui um dia, em frente ao mar; e na aspereza de tuas plantas as grandes pedras que grimpei e os altos troncos que subi; em tuas palmas as queimaduras do Infinito que procurei como um louco tocar.
Porque tua barba vem da minha barba, e o teu sexo do meu sexo, e há em ti a semente criada por minha vida.
E minha vida, mais que ser um templo, é uma caverna interminável, em cujo recesso esconde-se um tesouro que me foi legado por meu pai, mas cujo esconderijo eu nunca encontrei, e cuja descoberta ora te peço.
Como as amplas estradas da mocidade se transformaram nestas estreitas veredas da madureza, e o Sol que se põe atrás de mim alonga a minha sombra como uma seta em direção ao tenebroso Norte”

Meu filho tem vários nomes, eu o chamo de filho, meu pai de neto e o meu neto de Pai. Os amigos o chamam de Daniel, no hospital Dr. Alegria, na comunidade O Bom Palhaço que lê estórinhas, quando longe é Sem Fronteira, mas ao tudo posto, o importante para mim é que agora, ele é apenas “Se (Rudyard Kipling)”

“Se és capaz de, entre a plebe, não te corromperes,
e, entre Reis, não perder a naturalidade.
E de amigos, quer bons, quer maus, te defenderes,
se a todos podes ser de alguma utilidade.

Se és capaz de dar, segundo por segundo,
ao minuto fatal todo valor e brilho.
Tua é a Terra com tudo o que existe no mundo,
e - o que ainda é muito mais - és um Homem, meu filho!”


Silvio Calazans (para o meu querido filho Daniel) ©2010,scalazans,Brazil

Nenhum comentário:

Postar um comentário